O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) acontece todos os anos e já é a prova mais importante para quem deseja fazer uma faculdade.

Isso porque a nota obtida no Enem serve para participar de diversos processos seletivos, seja para entrar em universidades públicas ou privadas sem fazer vestibular, conseguir uma bolsa de estudo e até financiar a faculdade a juros baixos.

Com tantas vantagens assim, é natural que os estudantes queiram melhorar sua nota para aumentar as chances de conseguir seu objetivo.

É possível participar da prova do Enem quantas vezes você quiser. No entanto, existem regras para a utilização dos pontos obtidos na prova e elas variam conforme cada processo seletivo.

Saiba se é possível acumular pontos no Enem e como a nota da prova é usada para selecionar candidatos.

O Enem acumula pontos?

Não! Não é possível acumular os pontos de provas do Enem de anos diferentes.

Apesar de poder fazer o Enem quantas vezes desejar, o candidato não pode somar as notas obtidas a cada ano para participar dos processos seletivos que usam o desempenho no Exame como critério de classificação.

O que conta é a média de pontos que o estudante obteve em uma mesma edição do Enem. Veja como funciona:

Como a nota do Enem é usada para classificar candidatos?

O Enem é formado por cinco provas: uma redação e quatro provas objetivas em diferentes áreas do conhecimento. Veja quais são:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Literatura, Arte, Educação Física e Tecnologias da Informação.
  • Matemática e suas Tecnologias: Matemática.
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Química, Física e Biologia.
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: Geografia, História, Filosofia, Sociologia e Conhecimentos Gerais.

Para cada uma das cinco provas do Enem é atribuída uma nota. Geralmente o que interessa na hora de selecionar candidatos a uma vaga é a média destes pontos.

A média é calculada somando as notas das cinco provas e dividindo este valor por 5.

Cada um dos programas do Governo Federal de acesso ao ensino superior tem regras diferentes a respeito da utilização da nota do Enem como critério de seleção.

O que eles têm em comum é que aceitam a nota apenas de uma mesma edição do Enem. Não é permitido misturar as notas para aumentar a média de pontos. Ou seja, não é possível calcular esta média usando a nota da redação do Enem de 2014 com a nota da prova de Matemática do Enem de 2015, por exemplo.

O estudante precisa tirar notas altas nas provas de um mesmo ano para conseguir uma boa média de pontos.

Posso usar a nota do Enem de anos anteriores?

Se não é possível acumular pontos no Enem e o estudante deve usar a nota de uma mesma edição, surge a dúvida sobre qual edição é aceita pelos programas.

Alguns processos seletivos só aceitam a nota do Enem mais recente, em outros casos é possível apresentar a nota de anos anteriores. Veja mais detalhes:

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) exige que os candidatos tenham feito o Enem mais recente e obtido uma nota superior a zero na redação.

Além disso, as universidades que oferecem vagas pelo Sisu são livres para determinar uma nota mínima para se inscrever e também atribuir pesos diferentes nas provas para selecionar os candidatos.

ProUni

Para participar do Programa Universidade para Todos (ProUni) é preciso ter feito a última edição do Enem e atingido um mínimo de 450 pontos na média das provas e nota maior que zero na redação.

Além disso, os candidatos devem comprovar renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa para concorrer a bolsas parciais (50%) e até um salário mínimo e meio para concorrer às bolsas integrais (100%).

FIES

No caso do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), é possível se inscrever utilizando a nota de qualquer edição do Enem a partir de 2010.

A nota mínima para concorrer a uma vaga é a mesma do ProUni: 450 pontos na média das provas e nota superior a zero na redação.

Entrar de forma direta em universidades particulares

Em muitas universidades particulares é possível se matricular sem precisar fazer o vestibular. Basta mostrar o desempenho obtido no Enem.

Cada instituição de ensino define as regras de como vai usar a nota do Enem, quantas vagas serão disponibilizadas e qual a pontuação mínima exigida. Para saber mais detalhes, consulte o edital do processo seletivo da universidade de seu interesse.

Certificado de conclusão do Ensino Médio

Quem deseja obter o certificado de conclusão do Ensino Médio pelo Enem deve marcar essa opção no momento de se inscrever no Exame.

Para ganhar o certificado é preciso ter no mínimo 18 anos completos no dia da primeira prova do Enem e atingir a seguinte pontuação:

  • 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento (Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas).
  • 500 pontos na redação.

Universidades que aceitam o Enem

Conheça algumas universidades credenciadas pelo Ministério da Educação (MEC) que aceitam a nota do Enem:

Universidades Privadas:

Universidades Públicas:

Veja também:

Tudo sobre o Enem

Vai fazer o Enem? Conte para a gente como você pretende utilizar sua nota.