O Edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012 foi publicado hoje, 25 de maio, no Diário Oficial da União. O Exame irá ocorrer nos dias 3 e 4 de novembro.

[Ache os cursos e faculdades ideais para você]

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão ligado ao Ministério da Educação (MEC) e responsável pela realização do Enem, a expectativa é que mais de 6 milhões de pessoas se inscrevam na edição de 2012.

Cronograma

Início das inscrições – 28/05/2012 às 10h

Término das inscrições – 16/06/2012 às 23h59 

Taxa de inscrição – 35 reais 

Pagamento das inscrições – até 20/06/2012

Data das provas –

03/11 (13h – 17h30):

  • Ciências da natureza
  • Ciências humanas

04/11 (13h – 18h30):

  • Linguagens
  • Matemática
  • Redação

Divulgação do gabarito – 07/11/2012

Resultado individual – 28/12/2012

Isenção da taxa

A solicitação da isenção do pagamento da taxa pode ser feita pelo sistema de inscrição. O candidato será beneficiado se for concluir o Ensino Médio no ano de 2012 em escola da rede pública e declarada ao Censo Escolar, se declarar e comprovar ser membro de família com baixa renda ou em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

Inscrição

Para efetuar a inscrição é necessário que o candidato forneça seu número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o número do seu documento de identidade (RG).

Estudantes com necessidades especiais devem declarar sua situação no ato da inscrição. O Inep fornece toda uma estrutura especial para atender esses candidatos.

Mudanças na Redação

A nota final da redação será composta pela média aritmética simples das cinco notas que irão avaliar as competências específicas do candidato, acumulando o total máximo de mil pontos. A avaliação da redação será feita por dois corretores e caso haja discrepância de 200 pontos ou mais entre as notas finais dadas, ou de 80 pontos ou mais entre as notas por competência, a redação será avaliada por um terceiro corretor e se mesmo assim ainda mantiver a discrepância, uma banca examinadora composta por três avaliadores irá avaliar a redação e dar a nota final. Os candidatos terão acesso à correção da redação, porém, não poderão solicitar revisão da nota.

Para auxiliar o entendimento das competências e como elas devem ser aplicadas no texto, o MEC divulgará em julho um guia que irá exemplificar de forma detalhada o que deverá conter em uma redação nota mil.

Certificação do Ensino Médio

Outra mudança está relacionada aos interessados em utilizar a nota do Enem como certificação do Ensino Médio. A nota de corte sofreu um aumento de 50 pontos, passando agora para 450 pontos em cada área do conhecimento. A redação manteve o valor de 500 pontos.